Home » Geral

Planejamento financeiro para o Natal

3 December 2012 No Comment

Fim de ano está chegando e, com ele, duas datas comemorativas muito especiais em nosso calendário: o Natal e o Ano Novo. Cada qual tem suas próprias razões para ser tão especial (o Natal é um tempo de reunir toda a família e amigos em um clima de confraternização e o Ano Novo é um momento para celebrar o ano que passou e renovar as expectativas positivas para o próximo) e, junto com isso, devemos ter sempre o cuidado para não acabar estourando nosso orçamento, o que pode dificultar em muito o bom planejamento financeiro para o ano seguinte.

No artigo de hoje, discutiremos a respeito do planejamento financeiro para o Natal, isto é, como planejar suas compras e a preparação da ceia de forma a aproveitar bem as festas de Natal e Ano Novo sem arrependimentos.

Todo mundo sabe que, quando se fala em controle financeiro e Natal, duas coisas acabam por não combinar muito bem: os presentes e a ceia. Se gastamos muito com eles, acabamos por desestabilizar nossas finanças, mas, se não gastamos, podemos deixar tristes pessoas que esperavam receber algo nesse dia (principalmente as crianças) bem como os nossos convidados para a ceia. E então, o que fazer?

Quanto aos presentes, a melhor ideia é sempre comprá-los no período de menor preço possível. Muitas lojas fingem dar grandes descontos quando chega a época do Natal, porém tais descontos podem estar disfarçados, isto é, na verdade aumentaram os preços duas semanas antes tal que, no período em questão, pudessem reduzir seus preços e assim parecerem incríveis promoções. Evite lojas que realizam tais práticas, geralmente elas não oferecem bons preços de verdade.

Algumas lojas conseguem oferecer preços incríveis – e mais incríveis ainda em seus preços na Internet. Pela web, podemos comprar câmeras digitais, filmadoras, TVs LCD, etc. por preços às vezes 40% menores do que em lojas físicas. O segredo aqui é conhecer bem aonde se está comprando. Muitos clientes compram em uma loja que não conhecem mas que estão com preços muitíssimo baixos sem ler o regulamento da mesma e, só mais tarde, descobrem que estão a comprar produtos importados diretamente do país de origem e, caso sejam taxados pela alfândega, terão que pagar entre 60% e 80% do valor do produto + frete em impostos! Além disso, produtos importados podem levar de 20 a 60 dias para chegar à sua casa (se não forem taxados), então para comprar produtos estrangeiros é necessário antecipar-se bem!

O melhor período para iniciar a pesquisa pelos preços de produtos é em meados de novembro, quando as lojas estão oferecendo algumas promoções para manter as vendas. Nesse período, pesquise os preços dos itens que deseja comprar tanto em lojas físicas quanto em lojas virtuais de boa reputação. Se acreditar que o preço poderá cair ainda mais na semana de Natal, espere mais um pouco, mas se achar que os preços já estão muito baixos, compre agora mesmo.

Isso tudo é para as compras dos presentes, mas há uma outra parte bem importante quanto aos presentes: é a preparação do bolso! A maioria compra tudo usando cartões de crédito. Essa estratégia pode ser interessante se você puder pagar as parcelas de seu cartão sempre em dia mas, se corre o risco de não conseguir pagar tudo e acabar entrando no crédito rotativo, então é melhor começar a preparar-se muito antes e economizar algum dinheiro.

Talvez você possa economizar algum logo após o dia das crianças (outra data em que “o bolso chora”) realizando muitos cortes no orçamento e, assim, poderá comprar parte dos presentes à vista. Quanto mais itens você comprar à vista, menores as chances de acabar caindo no crédito rotativo. Além disso, ao comprar à vista, pode-se sempre barganhar o preço, tentar conseguir o menor preço possível!

E quanto à ceia, qual a melhor forma de proceder? Todos nós sabemos que uma boa ceia de Natal, com Chester, risoto, macarronada, lasanha, vinho e tudo mais a que temos direito pode custar bem caro. E agora, como conseguir cumprir tal tarefa sem começar o ano seguinte com muitas contas a pagar? Bem, a melhor alternativa é dividir a responsabilidade pelos pratos com alguns de seus convidados. Sim, familiares e amigos mais próximos não se importarão em, cada qual, levar um prato para a ocasião. Assim, os gastos podem ser divididos entre várias pessoas, ajudando a não ficar um peso muito grande para um só.

Caso algum de seus amigos não saiba preparar um prato, ele pode ficar encarregado de trazer coisas prontas, como panetones, vinhos, etc. Não permita que haja desculpas para não contribuir! Agora, se você realmente prefere fazer tudo sozinho, então precisará partir da mesma premissa que no item anterior: economizar ao máximo e buscar os itens com os menores preços possíveis. Geralmente há dois momentos em que os preços dos itens da ceia estão mais baixos: de meados de novembro a início de dezembro, quando ainda está longe da data, e nos últimos dias antes do Natal, pois os vendedores sabem que vendê-los após o Natal será mais difícil. Obviamente, todas as lojas estarão super cheias nos últimos dias antes do Natal, então é melhor ficar com a primeira opção.

E lembre-se: mesmo sendo o Natal um período de celebração e muita alegria, não vacile quanto ao seu planejamento financeiro, ou você poderá terminar com sérios problemas orçamentários!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Leave your response!

Add your comment below, or trackback from your own site. You can also subscribe to these comments via RSS.

Be nice. Keep it clean. Stay on topic. No spam.

You can use these tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

This is a Gravatar-enabled weblog. To get your own globally-recognized-avatar, please register at Gravatar.